alexa certify
0 25

Economia da Turquia e os efeitos das sanções duplas

A Turquia, que é membro da OTAN desde 1952, desempenhou um papel importante na proteção da aliança. O país também planeja se unir à União Europeia. A Turquia é um aliado estratégico dos EUA e os dois países trabalharam juntos em vários projetos. No entanto, no momento há uma série de desentendimentos entre a Turquia e os EUA, bem como com a UE. Esses problemas afetarão negativamente a economia do país. É importante mencionar que a UE já impôs sanções, enquanto os EUA podem seguir os passos da UE. As razões pelas quais a Turquia enfrenta a possibilidade de sanções duplas são diferentes. Vejamos por que a UE e os EUA decidiram impor as sanções à economia turca.

Na quarta-feira, a Casa Branca notificou a Turquia de que não venderia mais caças furtivos F-35 para o país. Os EUA tomaram essa decisão depois que a Turquia adquiriu sistemas de mísseis russos terra-ar S-400. A longa disputa entre a Turquia e os EUA começou quando a Turquia escolheu o sistema russo de defesa aérea. Outros países membros da OTAN alertaram a Turquia várias vezes de que a compra de equipamento militar da Rússia era inaceitável.

Apesar dos avisos, a Turquia comprou o sistema russo de mísseis S-400. Na semana passada, o primeiro carregamento do sistema de mísseis chegou à Turquia. O país pagou U$ 2,5 bilhões por esse equipamento militar. No entanto, é importante lembrar que a Turquia também havia encomendado 30 caças F-35 dos EUA. No total, a Turquia planejou comprar até 120 aeronaves. Desde o começo, os Estados Unidos deixaram claro que era impossível a Turquia ter tanto a os S-400 russos quanto os F-35 americanos.

Grandes problemas para a Turquia

O problema não é o fato de a Turquia não receber o caça de quinta geração. A Turquia participa do programa F-35 desde 1999 e empresas turcas fabricaram algumas das partes da aeronave. Isso pode ser um golpe para a economia turca e para a fabricação de aeronaves.

Existem outras questões que complicam a situação. Ellen Lord é subsecretária do Departamento de Defesa para Aquisição e Manutenção. Ela disse que cancelar o acordo custaria de $500 a $600 milhões aos EUA .

A remoção do programa F-35 é apenas uma parte do problema mais significativo. Os Estados Unidos podem ir além e impor sanções à Turquia. Além disso, a administração Trump tem diversas opções quando se trata de impor sanções aos países. Elas variam de sanções relacionadas a empresas militares, bancos e outras instituições financeiras.

As sanções da UE e a Turquia

A União Europeia aprovou sanções por causa dos problemas atuais com a Turquia. Isso aconteceu porque o país continua desafiando as advertências da UE para interromper a perfuração de gás perto da costa de Chipre. A área onde a Turquia implantou navios de perfuração pertence à República do Chipre. No entanto, a Turquia afirma que obteve uma licença da República Turca do Norte do Chipre. A Turquia é o único país que reconheceu este estado. Os chanceleres da UE suspenderam as negociações relativas ao acordo de transporte aéreo. Além disso, votaram para reduzir a assistência financeira no ano que vem. Eles alertaram para sanções adicionais em caso de operações de perfuração continuadas nas águas territoriais do Chipre.

A situação econômica da Turquia está longe de ser ideal. Várias decisões, como a aquisição do sistema de defesa aérea russo, podem prejudicar ainda mais a economia local. Outro problema são as sanções da UE. A UE está disposta a impor sanções adicionais se a Turquia não interromper a perfuração no Chipre.

Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociações e Forex no Finance Brokerage. Confira a nossa extensa seção de educação em negociações e lista das melhores corretoras de Forex aqui. Inscreva-se agora e receba atualizações GRATUITAS sobre o mercado hoje!

Deixe sua opinião

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.