alexa certify
0

China dobra importações de petróleo 

Em 2021, a China aumentou suas importações de petróleo iraniano e venezuelano. Dessa forma, aproveitou ao máximo as leis aprovadas há três anos, que foram ignoradas pelas refinarias que ainda vendiam o petróleo barato. Segundo dados da Kpler, empresa de inteligência de mercado, em 2021 os processadores de petróleo da China compraram 324 milhões de barris do Irã e da Venezuela. Sendo assim, resultando em um aumento de 53% em relação ao ano passado.Esta é a maior compra desde que o país adquiriu 352 milhões de barris do Irã e da Venezuela em 2018.

Os compradores chineses, principalmente as refinarias privadas, se beneficiaram da postura restrita de Washington em relação ao Irã e à Venezuela. Eles começaram a comprar petróleo muito tempo depois dos asiáticos. As cargas não vendidas, o aumento dos preços no exterior e a criação de novas cotas de importação da commodity por Pequim incentivaram as refinarias privadas a comprar mais petróleo de estados párias. Essas compras não foram divulgadas nos dados oficiais da alfândega.

Esse crescimento foi ocasionado pelo aumento dos preços da commodity, fazendo com que o petróleo iraniano diminuísse 10% de seu valor quando vendido à China. Segundo Anoop Singh, chefe de pesquisa de navios-tanque do leste de Suez da Braemar ACM Shipbroking, os EUA também facilitaram a aplicação das sanções ao buscar um acordo nuclear com o Irã.

Movimentação do petróleo

De acordo com Singh, o petróleo sancionado é normalmente transportado em navios antigos, o que resulta em economia nos custos. As cargas podem ser enviadas diretamente do país de origem em navios-tanque que “camuflam”. Ou seja, seus transponders são desligados ou transferidos entre navios no mar para ocultar a origem do petróleo.

Os produtores costumam vender petróleo iraniano e venezuelano como sendo de Omã e da Malásia. Segundo dados oficiais, a China não recebe petróleo iraniano desde dezembro de 2020. Enquanto isso, as importações de Omã e da Malásia aumentaram. Segundo a Braemar ACM Shipbroking e a Energy Aspects Ltd, as importações chinesas de petróleo sancionado devem permanecer em torno dos níveis atuais no início deste ano devido ao lento progresso nas negociações nucleares.

No ano passado, os preços mundiais do petróleo subiram quase 50%, tornando os barris sancionados mais baratos. As investigações fiscais e da poluição em refinarias privadas chinesas podem estimular os analistas da Energy Aspects em Londres.

 

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending