0

O dólar americano caiu na quinta-feira

Na quinta-feira, o dólar dos EUA lutou quando o Federal Reserve (Fed) divulgou a ata de sua última reunião do ano. Isso ocorreu, pois a informação indica que a agência poderia continuar elevando as taxas de juros de forma menos agressiva. 

Com esse cenário, Niels Christensen, analista-chefe da Nordea, afirmou que o Fed ficaria feliz em aumentar as taxas em 50 pontos-base em dezembro e apenas 25 pontos-base a partir da primeira reunião em 2023. 

No entanto, Christensen também acrescentou que o Banco Central ainda tentará fazer mais para conter a inflação. Dessa maneira, se o mercado de trabalho permanecer forte, não aumentará as taxas.

Enquanto isso, o índice do dólar caiu 0,1% para 105,82 contra a cesta das seis principais moedas na quinta-feira, depois de cair 1,1% na quarta-feira. 

Por outro lado, o euro negociou no verde depois que o Banco Central Europeu divulgou a conta de sua reunião de outubro. De acordo com este relatório, os formuladores de políticas temiam que a inflação continuasse subindo, justificando sua perspectiva de novas altas nas taxas de juros. Sendo assim, a moeda comum subiu 0,1%, para US$ 1,0408, finalmente. 

O euro mudou insignificantemente em relação à coroa sueca hoje. O Riksbank da Suécia também aumentou as taxas em 75 pontos base recentemente, mas os economistas esperavam tal aumento.

Ao mesmo tempo, a libra esterlina chegou a US$ 1,21225, subindo 0,6% na quinta-feira e 1,4% na sessão anterior. Além disso, os dados preliminares da atividade econômica britânica superaram as expectativas dos analistas, apoiando a moeda.  

Além de tudo, a China ainda está lutando com o aumento dos casos de Covid-19. Dessa forma, o governo impôs mais restrições em todo o país, reforçando as preocupações dos investidores sobre a recessão econômica. Vale notar que o país registrou um número recorde de casos de vírus na quinta-feira.

Apesar disso, o yuan se fortaleceu depois que as autoridades declararam que Pequim usaria cortes oportunos no índice de compulsório dos bancos, juntamente com outras ferramentas de política monetária, para manter a alta liquidez.

Iene japonês e moedas emergentes 

O iene japonês se recuperou na quinta-feira, disparando em relação ao dólar em 1%, para 138,10. 

Enquanto isso, o dólar australiano também ganhou 0,2%, chegando a US$ 0,6747. Já o dólar da Nova Zelândia negociou em alta de 0,3%, para US$ 0,6264.

Por outro lado, o dólar de Hong Kong negociou em baixa no dia, embora tenha se recuperado ligeiramente após as recentes mínimas, a moeda ficou em 7,8082 por dólar.

Na quinta-feira, o ringgit da Malásia subiu 1,8% em relação ao dólar, enquanto as ações subiram 4%. No entanto, a lira da Turquia mudou insignificantemente durante esta sessão e analistas esperam que seu Banco Central reduza as taxas em mais 150 pontos-base, para 9%.

Por fim, o rand da África do Sul saltou 0,6%, atingindo máximas de três meses. Contudo, na quarta-feira, novos dados mostraram um aumento inesperado da inflação.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)


você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending