0 10

Yuan Mais Enfraquecido Ante Intensificação da Guerra Comercial EUA-China

China: De acordo com a pesquisa dos estrategistas do Reuters, a China manterá um aperto firme no yuan, permitindo que se enfraqueça frente ao dólar dos EUA. Eles estão enfrentando dificuldade com a Guerra comercial em curso com os EUA e uma economia doméstica desacelerando.

O Banco Popular da China (PBOC) estabeleceu sua taxa para o yuan em 11,5 – mínima do ano frente ao dólar. A China estava respodendo às tarifas dos EUA sobre US$ 30 bilhões das importações chinesas afetadas na semana passada.

De acordo com a mais recente pesquisa de 29 de Agosto, aproximadamente 60 estrategistas previram que o yuan negociaria em torno de 7.19 frente ao dólar em 6 meses. Está mais de 0,5% mais fraco do que os 7,15 da quarta-feira, antes de se reajsutar para 7,16 em um ano. Os analistas reduziram sua previsão para o yuan agora, trêm meses consecutives.

Aproximadamente 70% dos analistas que responderam a um questionário adicional tinham a opinião de que a China se depreciaria o yuan ainda mais para lutar na Guerra comercial com os EUA.

Um yuan mais fraco é favorável para o maior exportador do mundo de produtos manufaturados, entretanto, não é provável que amorteça o impacto das taxas de importação impostas pelos EUA.

“Enfraquecer o yuan pode não beneficiar os exportadores se as tarifas forem muito altas que eles percam junto as encomendas,” afirmou Tim Condon na ING in Singapore.

O Banco Popular da China reestruturou sua principal taxa de juros no mês passado para conter a queda na economia. Parte de sua ampla reforma do Mercado,o banco estabeleceu a principal taxa de empréstimo como sua principal taxa da política e reduzindo sua taxa de juros real para as companhias.

Outros entrevistados que responderam um questionário separado disse que a decisão da China para alterar seu Sistema da taxa de juros não permitiria que o yuan negociasse mais livremente.

O iene de erfúgio seguro, as moedas sensíveis ao risco ganham ante esperanças de negociações comerciais

As notícias de que as negociações comerciais China-EUA poderão ser retomadas no próximo mês levou o iene de refúgio seguro a cairn a quinta-feira. Por outro lado, os dólares da Nova Zelândia e Austrália foram negociadas mais altas.

O Ministro do Comércio da China disse que sua equipe comercial se consultaria com seus colegas dos EUA em meados de setembro enquanto eles se preparam para as negociações em outubro. Ambos os lados concordaram em tomar medidas para a criação de condições de negociações favoráveis.

O USD estava 0,1% mais alto frente ao iene em 106,51 en 03:42 AM ET.

O AUD tocou uma máxima de um mês de 0,6825 de 0,6817. O dólar da Nova Zelândia esmagou uma máxima de uma semana de 0,6383.

O euro estava mais alto em 1,1040. Entretanto, o dados mostram que as encomendas industriais alemães caíram mais do que o esperado em julho ante a demanda do exterior sendo empurrada para baixo. Isto poderá levar a maior economia da área do euro a entrar em uma recessão no terceio trimestre.

O índice do USD operou em baixa para uma mínima de uma semana em 98,32.

O PIB estava em 1,2241, após seu melhor dia frente ao USD em mais de cinco meses.

O governo britânico abandonou as tentativas de impedir a legislação que bucava parar o Brexit sem um acordo em 31 de outubro.

A medida abriu caminho para que o PM britânico pedisse à UE uma extensão de três meses para o prazo do Brexit. Isso se ele falhar em chegar a um acordo renegociado de transição com o bloco em meados de outubro.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage noGoogle News.

Deixe sua opinião

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.