15

Taxa de câmbio da Nova Zelândia: Juros baixos históricos prejudicam o NZD

O dólar neozelandês caiu drasticamente contra a maioria das principais moedas na abertura do mercado asiático na quarta-feira, depois que o Banco Central da Nova Zelândia (RBNZ) baixou a Taxa Oficial de Juros (OCR) para 1,5%. O corte histórico e o primeiro desde novembro de 2016, sinalizam o renascimento das políticas de flexibilização empregadas pelo banco central à medida que a taxa de inflação cai abaixo da meta. As projeções anuais do banco indicam que a instituição pode reduzir esses juros ainda mais para 1,48% antes do final do ano e para 1,36% até 2020. Mas isso só serviu para enfraquecer a taxa de câmbio da Nova Zelândia.

Nos mercados de câmbio asiáticos, o par NZD/USD abriu o pregão em 0,6602, mas caiu de forma acentuada imediatamente após o anúncio, fechando o dia 0,4% mais baixo, em 0,6575.

O Aussie australiano aproveitou isso para ganhar 0,1% contra o NZD e fechar o dia em 0,7018. Isso foi possível graças ao fato de a Austrália ter decidido manter as taxas de juros mesmo diante de taxas de juros mais fracas do que o esperado.

Em defesa de sua decisão, o RBNZ emitiu um comunicado argumentando que seu comitê de política monetária acreditava que “uma Taxa Oficial de Juros (OCR)  menor é necessária para apoiar as perspectivas de emprego e inflação”, acrescentando que isso ajudaria muito o banco nacional a alcançar seus “objetivos e fornecer uma perspectiva mais equilibrada para as taxas de juros.”

Taxa de câmbio da Nova Zelândia e conversas comerciais entre EUA-China na lista de observação desta semana

Reduzir as taxas de juros em um momento em que o resto do mundo as adotou faz com que o Banco da Reserva da Nova Zelândia seja um dos poucos bancos de países desenvolvidos a adotar amplamente as políticas de flexibilização. Também coloca a taxa de câmbio da Nova Zelândia no centro da lista de observação do mercado de Forex desta semana, ao lado do Yuan Chinês e do dólar norte-americano, à medida que a reunião final se aproxima e o vice-premier chinês se prepara para ir a Washington para o encontro desta quinta e sexta-feira.

As duas moedas ainda estão se recuperando do choque de mercado vivido na segunda-feira, depois que o governo Trump divulgou sua intenção de impor uma tarifa de 25% sobre os bens chineses na sexta-feira se as duas maiores economias não chegarem a um acordo comercial.  Um relatório do The Wall Street Journal sobre a possibilidade de que a China saia do acordo dividiu ainda mais o mercado. Uma publicação no site do Ministério do Comércio da China de que seu vice-primeiro-ministro Liu He estava viajando para os Estados Unidos para as negociações de dois dias renovou um pouco a esperança, tanto para o Yuan chinês quanto para o dólar. As tensões, no entanto, ainda são altas e os volumes do mercado de Forex ainda são baixos, já que a maioria dos investidores estrangeiros espera o resultado dessas negociações.

Isso, porém, não impediu que o dólar ganhasse 0,2% contra o porto seguro do iene para fechar o mercado de quarta-feira sendo negociado a 109,98.

Há muito suspense com relação ao resultado destas conversas, no entanto, o USD caiu 0,2% no índice do dólar americano para fechar o dia em 97,220.

Sending
User Review
0 (0 votes)

Leave a Reply

Subscribe to Our Newsletters

Have the best of Finance Brokerage News delivered directly to your mailbox. Subscribe now to receive the latest market news.

Welcome to Email Subscribers Group Selector