alexa certify
0

Satélites da Starlink dominam a órbita

 

A Space Exploration Technologies Corp. lançou seu novo sistema de internet espacial, Starlink. Em seguida, buscou uma oferta pública inicial. Desde então, ela tem tido um mês impressionantemente ativo.

A empresa com sede em Washington está operativa nos EUA e Canadá. Mas agora pode oferecer seus serviços a um número crescente de países. Nesse sentido, ela recebeu aprovação regulatória no Reino Unido, Austrália, Grécia e Alemanha.

A SpaceX está expandindo rapidamente sua rede de internet Starlink em todo o mundo. Por isso, ela tem feito lançamentos mensais de foguetes.

Eventualmente, a Starlink deve expandir-se para incluir até 10.000 ou mais satélites ativos em órbita baixa da Terra.

 

Astrônomo está preocupado com colisão maciça no espaço por satélites da Starlink

 

O objetivo de curto prazo é continuar expandindo a cobertura geográfica do serviço de internet banda larga para novos países e clientes.

Porém, a rápida expansão geraria uma abundância de detritos. E, como consequência, isso intensificaria o risco de acidentes entre objetos espaciais. É isso que afirmam especialistas da indústria espacial.

Até agora, a Starlink da SpaceX lançou cerca de 1.300 satélites em órbita. Até 2027, a empresa planeja estabelecer uma mega constelação de até 42.000 naves espaciais.

Em outubro, a Starlink lançou testes beta ao público para seu serviço de internet via satélite. O valor era de US$ 100 por mês, além de US$ 500 para obter o equipamento. Segundo a empresa, ela hoje opera em mais de seis países e tem mais de 10.000 usuários globalmente.

Confira a análise abrangente da Oinvest feita pela Finance Brokerage

Além disso, a Starlink anunciou anteriormente que seus satélites poderiam evitar colisões usando uma unidade de íons. Isso permite que evitem outros objetos em órbita. No entanto, eles podem se tornar perigosos para o tráfego espacial. Isso caso as comunicações ou operações dos satélites falhassem em órbita.

No Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, Jonathan McDowell fez alguns apontamentos. Ele afirmou que na parte inferior da órbita baixa da Terra, LEO na sigla em inglês, os satélites Starlink estão dominando inteiramente a população de objetos espaciais. Segundo ele, havia cerca de 300 outros satélites no baixo LEO, incluindo a Estação Espacial Internacional. Enquanto a Starlink mantinha 1.300 satélites. O perigo é que eles são numerosos e estão se movendo o tempo todo. Assim, o astronauta diz que isso pode resultar em uma colisão maciça.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.

você pode gostar também

Leave a Reply

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.



Financebrokerage