alexa certify
0

Rota da Seda Polar para Gás Natural

O projeto da China da Rota da Seda Polar China tem atraído muita atenção. O projeto está estabelecido no Ártico, onde tanto a Rússia quanto os Estados Unidos possuem bases militares. Também é onde se encontra uma rica reserva de hidrocarbonetos.

A China iniciou o projeto com a Rússia há um ano para rotas de navegação. O presidente chinês, Xi Jinping, afirma que elas estão se abrindo devido ao derretimento glacial induzido pelo aquecimento global.

O projeto está alinhado com a “teoria polar aberta”, que propõe que os mares polares possam ser explorados para usos comerciais.

“Para desenvolver o Ártico, a China melhorará a capacidade e a aptidão para utilização da Tecnologia Ártica aplicada, reforçará a inovação tecnológica, a proteção ambiental, a utilização de recursos e o desenvolvimento das rotas marítimas no Ártico, melhorará as condições de vida das pessoas e trabalhará em prol do desenvolvimento comum”, afirmou a China em sua “Política Ártica”, publicada em janeiro do ano passado.

Enquanto isso, esta semana houve relatos de que a China está começando a abrir o transporte do Ártico. Eles estão trabalhando em um empreendimento conjunto entre a Cosco Shipping Holdings Co e a PAO Sovcomflot, da Rússia.

O empreendimento conjunto levará gás natural da Sibéria para os mercados ocidentais e asiáticos.

Este novo projeto provavelmente ajudará no envio de gás natural liquefeito, transportado principalmente da Yamal LNG do centro-norte da Sibéria para vários destinos como o norte da Europa, Japão, Coreia do Sul e China.

A Rússia tem tido meses de inundação de gás nos mercados europeus. Eles têm mantido os preços do gás baixos e, portanto, aumentado o excesso de oferta de gás no continente. Isso já ajudou a superar parcialmente os EUA no mercado europeu.

EUA apreensivos com a Rota da Seda Polar

Por outro lado, apesar dos objetivos declarados da China de “inovação tecnológica” e “proteção ambiental”, os Estados Unidos ainda são cautelosos com as ambições militares de Pequim.

De acordo com o relatório anual do Pentágono ao Congresso, o país asiático “aumentou as atividades e o envolvimento na região do Ártico”.

A China tem um recorde de implementação de mísseis de cruzeiro antinavio e mísseis terra-ar no Mar da China Meridional. Isso possibilita que Pequim tenha planos similares para o Ártico.

Em 2011, a China conseguiu um lugar permanente de observador no Conselho do Ártico. A partir daí, começou a construir quebra-gelos depois de ultrapassar o Canadá e os Estados Unidos.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply