alexa certify
0

Repressão imobiliária na China diminui crescimento econômico

A economia da China está voltando aos baixos níveis vistos em 1990. É um preço que Xi Jinping, presidente do país, parece estar disposto a pagar para diminuir a dependência desse setor.

Especialistas acreditam que a restrição de Pequim ao setor permanecerá inalterada nos próximos anos. Muitos não tinham visto um desenvolvimento que motivasse os bancos e nem algumas empresas. Por exemplo, a Nomura Holdings Inc., Goldman Sachs Group Inc. e Barclays Plc. Essas empresas reduziram suas estimativas de crescimento para menos de 4,5% em 2022.

É uma redução significativa em relação às taxas antes da pandemia de 7,5%. Dar à China o status de segunda maior economia do mundo significa menor demanda por commodities produzidas por países como Indonésia e Austrália. 

Os economistas estão perto de perceber que o principal órgão de tomada de decisão da China tomou uma séria decisão. Pois, ele prometeu não usar o setor imobiliário para estimular a economia neste ano.

As autoridades declaram que o excesso de oferta de moradias ameaça a estabilidade econômica. Elas também disseram que os traders devem priorizar setores como manufatura em vez de apartamentos.

Chen Long, economista da Plenum consultoria em Pequim, disse que Xi acredita que o setor imobiliário é muito grande. Além disso, também falou que Jinping está envolvido em políticas imobiliárias. Isto significa que os ministérios não podem dar andamento às políticas sem sua aprovação.

Rob Subbaraman, economista-chefe da Nomura, espera uma desaceleração de 7,2% para 4,4% no próximo ano na China. Ele disse que Pequim está pronta para perder parte do seu crescimento na esperança de obter maior estabilidade a longo prazo.

Surtos de Covid-19 na China

Os pequenos gastos do consumidor parecem ser outro obstáculo à economia. A tolerância zero do país a surtos esporádicos e medidas severas de quarentena são grandes problemas, que assustam os consumidores e obrigam o fechamento de empresas.

Tao Wang, economista-chefe da UBS AG da China, mencionou que o crescimento do PIB no país pode cair para 5% em 2022. Cabe frisar que isso pode ocorrer com a implementação de uma política mais longa contra a Covid-19 no país. Além disso, uma desaceleração imobiliária mais profunda também é capaz de afetá-lo. 

Qualquer desaceleração ou queda perceptível no desenvolvimento imobiliário faria uma brecha na economia que seria difícil para qualquer setor resolver rapidamente.

Larry Hu, economista-chefe do Macquarie Group Ltd, disse que a desaceleração do setor imobiliário na China também é importante para a economia global.

 

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending