alexa certify
0 20

Relação EUA-China piora antes das eleições dos EUA

EUA e China têm estado em uma contínua e intensa guerra de palavras, o que está deteriorando suas relações diplomáticas para seus piores níveis em décadas, e que deve piorar à medida que as eleições presidenciais dos EUA se aproximam em novembro, de acordo com o presidente da Chatham House, Jim O’Neill.

Em meio à desaceleração da economia global, as duas maiores economias do mundo têm mudado a culpa sobre a origem do Coronavírus. Além disso, os dois países têm criticado um ao outro sobre a nova lei de segurança da China em Hong Kong, com os EUA criticando a China, e mais tarde culpando os EUA por interferir em seus assuntos internos.

O’Neill, que também é o ex-economista-chefe do Goldman Sachs, disse que a crescente tensão causada pela frequente troca de palavras afiadas só vai piorar e transbordar à medida que as eleições dos EUA se aproximam.

As relações entre China e EUA não estão muito bem

Falando durante uma entrevista  à CNBC, O’Neill afirmou com exclusividade que as relações entre os dois países “não são boas”.

De acordo com uma declaração do ministro das Relações Exteriores da China, Pequim não gosta da deterioração da diplomacia com Washington, mas cabe inteiramente aos EUA impedir a provocação do governo chinês.

Em sua observação, Jim O’Neill insinuou que o governo Trump pode estar explorando o status de relacionamento China-EUA para as próximas eleições presidenciais.

“Dado o grau em que as pesquisas de opinião parecem estar sugerindo o quão longe Donald Trump está, suspeito que teremos isso em uma base recorrente e errática entre agora e a eleição.”

Ele acrescentou que, embora os dois países possam participar repetidamente da troca acentuada de palavras e ameaças, resta saber se ambos terão iniciativas negativas.

“Espero que não, porque não seria realmente um grande benefício para os Estados Unidos ou para o mundo.”

No entanto, os EUA já mostraram iniciativa para tomar medidas, emitindo a diretiva para fechar o consulado chinês em Houston, Texas.  De acordo com o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Morgan Ortagus, a ação foi tomada para proteger a propriedade intelectual e informações privadas dos cidadãos americanos. Ortagus também afirmou que a medida indicava a intolerância dos EUA à violação da “soberania dos EUA” da China.

Investidores expressam preocupação com aumento da tensão

Os EUA ameaçaram retirar suas relações comerciais especiais com Hong Kong se a China avançasse para implementar a controversa Segurança Nacional na região administrativa especial. Fiel às suas palavras, os EUA buscam bloquear os envios de semicondutores de fabricantes globais de chips para a principal fabricante chinesa, a Huawei.

Expressando os sentimentos de muitos investidores internacionais que estão preocupados com as notícias econômicas desfavoráveis da bagunça, Peter Toogood, o principal investidor do grupo Embark, afirmou que está “muito cauteloso” com a intensificação da tensão política entre as duas superpotências econômicas

“Isso vai ter um pouco de um comício entre agora e o final do ano, eu diria. Então tenha muito cuidado com isso. Eu acho que é muito real.

Em um discurso de Estado na semana passada, o secretário dos EUA, Mike Pompeo, afirmou  que os EUA não jogarão pelas regras da China para obter o controle global, e pediu aos líderes globais que convençam a China a permanecer em seu caminho.

Falando sobre a disposição da China em seguir as regras de um jogador de equipe global em vez de um usurpador global, O’Neill disse:

“É muito difícil para os chineses- alguns deles parcialmente legítimos, alguns deles mais superficiais – desempenhar o tipo de papel que você esperaria de uma nação tão importante globalmente.”

Ele acrescentou ainda que o movimento da China para ganhar controle global foi motivado pelo “declínio relativo da Europa” juntamente com o declínio parcial dos EUA, que preparou o cenário para as “instituições mais capazes do pós-guerra” reivindicarem o máximo poder sobre o mundo.

“Eu não acho que os chineses estão totalmente confortáveis em tentar preencher esse papel e eu não sei muito bem como resolvemos este desafio por um bom tempo.”

Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociações e Forex no Finance Brokerage. Confira a nossa extensa seção de educação em negociações e lista das melhores corretoras de Forex aqui. Inscreva-se agora e receba atualizações GRATUITAS sobre o mercado hoje!

Deixe sua opinião

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.