alexa certify
0

Os mercados de petróleo estão polarizados

Durante o primeiro trimestre de 2022, o mundo consumirá 99,13 milhões de barris de petróleo bruto por dia. Este é um aumento de 1,1 milhão de barris por dia (bpd) em relação à previsão de um mês atrás. Isso indica uma perspectiva mais despreocupada quanto a Covid-19.

Segundo o último relatório da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus Aliados (OPEP+), o impacto da Ômicron deve ser “ameno e de curta duração”. Além disso, a OPEP+ disse que, atualmente, o mundo está mais bem preparado para lidar com a pandemia.

Para mais, a OPEP não mudou seu cronograma para retornar à demanda de petróleo da era pré-pandêmica. Porém, o mercado ainda sente o impacto do sentimento de baixa. Isso se deve ainda às restrições a viagens internacionais  e algumas políticas como o uso de máscaras e testes regulares de PCR. 

O Reino Unido aumentou seu nível de alerta contra a Covid-19, e Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, advertiu sobre um aumento nos casos da Ômicron. No entanto, os dados referentes à gravidade do novo vírus ainda são desconhecidos.

O petróleo Brent, benchmark internacional, estava sendo negociado a $73,54 o barril, sendo uma queda de pouco mais de 1%. Enquanto isso, o petróleo WTI foi negociado a $70,53 o barril, sendo também uma queda de pouco mais de 1%. Hoje, o mercado de petróleo está polarizado, com apenas alguns dias de negociação.

Curso reverso da OPEP+?

A decisão da OPEP+, ainda está em pauta, já que há poucos indícios de que ela mude seu plano atual de aumentar a produção de petróleo para 400.000 bpd em janeiro de 2022. A organização havia previsto um fornecimento de 275 milhões de barris durante o primeiro trimestre do próximo ano. No entanto, não descartam a possibilidade de voltar atrás em seu plano de aumentar a produção.

Embora possa parecer contraditório, os analistas acreditam que a estratégia da OPEP+ aumentará a participação de mercado. Além disso, pode desapontar os produtores de xisto dos EUA devido aos preços mais baixos do petróleo. Na segunda-feira, Suhail al-Mazrouei, ministro da Energia dos Emirados Árabes Unidos, disse que o mercado de petróleo está robusto.

O desenvolvimento irá depender de como a OPEP+ compreende o panorama da futura demanda. Louise Dickson, analista sênior de mercados de petróleo da Rystad Energy, informou que reconsiderar a estratégia da organização pode ser uma boa ideia. Isso porque a Ômicron pode ser capaz de reduzir a demanda global de petróleo em até 3 milhões de bpd no primeiro trimestre de 2021, caso ela atinja todo o mundo.

A produção de petróleo está aumentando gradualmente. Porém, a OPEP+ ainda está longe de alcançar sua meta de janeiro de 400.000 bpd. Segundo seu último relatório mensal, a produção da commodity em novembro aumentou 285.000 bpd, em comparação com os 400.000. Devido ao subinvestimento, infraestrutura limitada e problemas de segurança, a Angola e a Nigéria, que são países produtores de petróleo, continuam bombeando a commodity abaixo de suas metas de produção.

 

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending