Nixse
0

Nvidia projeta aumento de EPS e de receita no primeiro trimestre

Resumo:

  • Crescimento de ganhos e receitas: espera-se que o lucro por ação da Nvidia no primeiro trimestre aumente 474%, para US$ 5,22.
  • Desempenho das ações: as ações da Nvidia aumentaram 87% em 2024, tornando-a a terceira empresa mais valiosa do mundo, com um valor de mercado de US$ 2,3 trilhões.
  • Transição do chip Blackwell: a introdução do novo chip Blackwell pode causar desaceleração do crescimento no segundo trimestre e redução da margem bruta de 77% para 75% -76%.

A Nvidia, fornecedora líder de chips de Inteligência Artificial (IA), deve divulgar seus resultados fiscais do primeiro trimestre na quarta-feira, após o fechamento do mercado. Apesar das expectativas de alguma desaceleração após o seu crescimento anterior, os números para o trimestre terminado em abril deverão ser notáveis. Os chips da Nvidia continuam muito procurados, especialmente para data centers que impulsionam inteligência artificial generativa.

Ganhos explosivos e crescimento de receitas

Analistas consultados pela FactSet antecipam um aumento substancial no lucro por ação da Nvidia, prevendo um aumento de 474%, para US$ 5,22. A receita também deve aumentar 241%, para US$ 24,5 bilhões, embora estes números reflitam um ligeiro declínio em relação ao surpreendente salto de 765% nos lucros e 265% nas receitas do trimestre anterior. Além disso, eles ainda significam um crescimento robusto.

O desempenho das ações da Nvidia tem sido impressionante, com um aumento de 87% até agora em 2024 e um aumento de 200% em comparação com o ano anterior. Este desempenho estelar posicionou a Nvidia como a terceira empresa mais valiosa do mundo. Seu valor de mercado é de US$ 2,3 trilhões, atrás apenas da Apple e da Microsoft. No entanto, as ações permaneceram relativamente estáveis ​​nos últimos dois meses.

As margens da Nvidia deverão cair de 77% para 75-76%

Em março, a Nvidia revelou seu novo chip Blackwell, gerando expectativas de uma desaceleração durante a transição de seus chips H100 mais antigos para este modelo de próxima geração. Esses novos chips devem estar disponíveis ao público ainda este ano. Analistas, incluindo os do BofA, prevêem que a orientação da Nvidia para o segundo trimestre poderá mostrar um crescimento sequencial de menos de 10% pela primeira vez.

Os analistas do BofA projetam que as margens brutas da empresa diminuirão de aproximadamente 77% no primeiro trimestre para uma faixa “mais normalizada” de 75%-76% no trimestre seguinte. Eles observam que as ações da Nvidia podem reagir negativamente devido a preocupações sobre a desaceleração do crescimento das vendas trimestrais e a redução das margens brutas. Os pessimistas poderão argumentar que uma diminuição para 7-8% do crescimento trimestral e um pico e uma margem bruta em declínio poderão sinalizar pressão sobre os preços, uma combinação desfavorável e um abrandamento da procura ou uma redução da oferta.

Perspectivas de mercado e classificações de analistas

Apesar desses desafios potenciais, o BofA mantém uma perspectiva positiva para a Nvidia, atribuindo às ações uma classificação de “compra” com um preço-alvo de US$ 1.100. Esta meta sugere uma alta de 19% em relação ao fechamento de sexta-feira. Os analistas do Morgan Stanley também estão otimistas, sem notar sinais de interrupção do crescimento durante a transição para o chip Blackwell. Além disso, destacam a forte procura subjacente e tendências robustas de gastos em IA, com uma procura crescente por parte de clientes mais recentes, como a Tesla e várias entidades soberanas.

O Morgan Stanley espera que a Nvidia mantenha a sua quota de mercado, apesar da crescente concorrência da Intel, Huawei, Samsung e outros. Os analistas enfatizam que ela continua a se beneficiar das revisões ascendentes na procura de IA, reforçando sua confiança na trajetória de crescimento sustentado da empresa.

Entretanto, a empresa pode enfrentar alguma desaceleração no crescimento e uma potencial contração nas margens brutas. No entanto, as perspectivas de longo prazo permanecem fortes. Com um pipeline de produtos sólido e uma elevada procura contínua pelos seus chips de IA, a Nvidia deverá enfrentar estes desafios e manter a sua liderança de mercado. Investidores e analistas acompanharão os próximos resultados fiscais do primeiro trimestre para avaliar o desempenho da empresa.



você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.