alexa certify
0

Governo chinês quer reduzir desigualdade econômica

Os investidores chineses da bolsa de valores negociam marcas caras com empresas do mercado popular. Por outro lado, grandes nomes da tecnologia negociam com empresas menores. O objetivo é arrecadar fundos para o plano de bem-estar geral econômico do presidente Xi Jinping.

Nesse sentido, o objetivo é diminuir a distância entre ricos e pobres no país. A primeira política afeta os mercados à medida que o governo introduz novas regulamentações. Essas políticas são implementadas sobre setores como propriedade, educação privada e tecnologia, fazendo com que suas ações caiam. Alguns gestores de fundos ativos estão evitando a China neste momento. Porém, muitas pessoas veem uma oportunidade econômica voltada para uma classe média mais ampla e rica.

Segundo Ronald Chan, chefe de ações asiáticas da Manulife Investment Management, os legisladores chineses estão debatendo como transformar a economia. Eles querem passar de uma economia em forma de pêra, que é leve no topo e pesada na base, para uma em forma de oliva.

A prosperidade geral implica o desejo da China de autossuficiência em energia e tecnologia. Segundo Chan, o país quer que o setor cresça na cadeia de valor. Ronald está se concentrando na aquisição de empresas solares chinesas e não em uma marca cara de álcool.

No ano passado, as fundações chinesas da Manulife cortaram suas participações em gigantes da tecnologia como Tencent e Alibaba.

É difícil determinar quão grandes foram as oscilações de investimento total. Isso, principalmente, porque os fundos administrados de forma passiva continuam em busca do peso-pesado do índice de ações. No entanto, as movimentações do mercado foram acentuadas.

Previsões para a libra esterlina

O setor imobiliário chinês caiu mais de 10% enquanto o novo índice de energia subiu mais de 70% este ano. Vale ressaltar que as empresas de tecnologia que oferecem produtos sólidos aos consumidores apresentam melhor desempenho do que as tecnologias leves, como os provedores online.

O Fundo Negociado em Bolsa (ETF) da KraneShares CSI China Internet caiu quase 40% este ano. Já a ChiNext na China Startup Forum cresceu 13%.

William Sterling, estrategista global da GW&K Investment Management, investe em mercados emergentes, incluindo a China. Desse modo, observou atitudes extremas em relação ao país. É possível investir nele? Vai voltar ao maoísmo?

O estrategista observa que é improvável que o governo queira se livrar do dinamismo econômico criado pelo motor capitalista do país por meio de novas iniciativas de política. Ele prevê que as ações do consumidor chinês terão lucro com a crescente classe média. Porém, ele evita imobiliárias e setores relacionados, como o aço.

Escolha do Goldman Sachs 

O Goldman Sachs selecionou 50 ações de “bem-estar comum” nos setores. Isso inclui tecnologia sólida, energia verde e renovável, manufatura de alta tecnologia e marcas de consumo exclusivas. A lista consiste nos fabricantes de chips Hua Hong Semiconductor e Will Semiconductor. Além disso, conta com marcas locais como Xiaomi, Li Ning e empresas de energia verde como Xinyi Solar e LONGI Green Energy.

É aconselhado que os investidores evitem setores vulneráveis ​​à resistência regulatória. Isso inclui educação, tecnologias leves com alta intensidade de dados, consumo de luxo e mídia/entretenimento. Os investidores já estão migrando para fabricantes de chips e veículos elétricos.

Benefício do bem comum

Este ano, o ETF da China Universal CSI New Energy Vehicles Industry Index viu seus ativos quase triplicarem para US$1,41 bilhão. Já o ETF do Guotai CES China Semiconductor Chips quase dobrou em Assets Under Management (AUM).

O Société Générale tem uma cesta de bem-estar padrão composta por 30 ações. Entre elas, estão incluídas empresas de consumo, como Anta Sports, China Tourism e Gree Electric. Além disso, também fazem parte, empresas de tecnologia Nari Technology e Luxshare Precision.

A médio prazo, o “bem-estar comum” irá melhorar o poder de compra dos grupos de baixa e média renda na China. Consequentemente, irá beneficiar os consumidores e setores como alimentação, turismo e saúde. Já a longo prazo, um ambiente de negócios devidamente regulamentado ajudará todos os investidores a garantir um caminho para o crescimento sustentável.

 

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending

Financebrokerage