quora Gastos das famílias japonesas encolhem após aumento de impostos
0 6

Gastos das famílias japonesas encolhem após aumento de impostos

O aumento de imposto do governo japonês não está funcionando tão bem para a economia do país como eles achavam que iria. Bem, ao menos por agora, é o que eles esperam.

O relatório dos gastos das famílias de Tóquio para outubro mostraram contração pela primeira vez em 11 meses desde novembro de 2018.

O aumento do imposto de 2% que foi implementado no início do mês prejudicou o desempenho do país. Agora, além disso, a tempestade devastadora que passou no país neste mês também contribuiu para o resultado desanimador.

Em 01 de outubro, o governo japonês elevou o imposto ao consumidor do país dos 8% anteriores para 10%.

Antes do aumento dos impostos, os consumidores japoneses correram para estocar em seus armários, resultando em altos resultados nos gastos das famílias em setembro.

A contração virou manchete nas notícias de economia desta sexta-feira, deixando em evidência o iene e as ações japonesas.

Os dados recentes dos gastos mostraram que as pessoas do país estiveram mais contidas na compra de produtos após a sucessão de acontecimentos infelizes. Entretanto, obviamente, os especialistas já esperavam os resultados negativos decorrentes do aumento das taxas.

Uma autoridade japonesa disse que é necessário monitorar de perto e avaliar o resultado do próximo relatório dos gastos das famílias. Isso ocorreu depois que os números de gastos das famílias continuam caindo por 13 meses consecutivos ano após ano.

Um especialista disse que além das vendas das lojas de departamento e de carros, o relatório mostrou também outros itens que influenciaram.

O que diminuiu?

O aumento de 10% das taxas afetou até dez categorias. O maior contribuinte para a contração nos gastos das famílias são os gastos com alimentação.

As compras de bebida alcoólica, guloseimas e o número de jantares diminuíram em 3,9% depois da implementação do aumento da taxa em 01 de outubro.

No final de setembro, o governou japonês divulgou a imposição que foi adiada anteriormente duas vezes. De acordo com Tóquio, a medida é necessária para estabilizar a economia do país que foi atingida pela desaceleração da economia mundial e pelos conflitos comerciais.

O governou também já tomou medidas para reduzir o impacto no consumo e nos gastos. A última vez que Tóquio considerou aumentar os impostos foi em 2014, o que resultou em uma desaceleração econômica.

Após o anúncio do aumento de impostos, as emissoras de televisão locais mostraram multidões de pessoas comprando itens. A amarga lembrança do aumento de 2014 ainda assombra os consumidores japoneses e até o governo.

Em abril de 2014, Tóquio aumentou seu imposto de apenas 5% para 8%. Isso resultou em uma onda de compras de última hora e, eventualmente, um declínio na demanda.

A primeira ministra japonesa, Shinzo Abe, disse anteriormente que este último aumento do imposto ajudará a pagar os serviços de seguridade social do país. Isto inclui educação gratuita na pré-escola, seguros de assistência de enfermagem mais baixos e pagamento de pensões.

Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociações e Forex no Finance Brokerage. Confira a nossa extensa seção de educação em negociações e lista das melhores corretoras de Forex aqui. Inscreva-se agora e receba atualizações GRATUITAS sobre o mercado hoje!

Deixe sua opinião

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.