alexa certify
0 26

Funcionários do Google e a resposta da empresa

Após a divulgação da carta para os funcionários do Google, a empresa discutiu sobre o conteúdo da mesma. A empresa disse que eles orgulhosamente geram oportunidades econômicas para seus funcionários e sua força de trabalho estendida de fornecedores, funcionários temporários e terceirizados.

Além disso, Eileen Naughton, a vice-presidente de operações da gigante de tecnologia insiste que suas práticas neste assunto seguem os mais altos padrões do setor. A empresa discorda das acusações contidas na carta, que afirma que o Google abusa dos contratados independentes e dos trabalhadores temporários.

Ela afirmou: “Os contratados independentes representam 0,5% de nossa força de trabalho total. E nós examinamos todos os nossos contratados independentes para garantir que eles atendam aos requisitos de funcionários com essas características”.

Naughton acrescentou que os trabalhadores temporários somam cerca de 3% de sua força de trabalho total. Os funcionários fazem as tarefas de um funcionário do Google de período integral, mas durante apenas um curto período de tempo. E também atendem às necessidades imediatas do negócio, realizando projetos especiais e cobrindo funcionários em licenças familiares e por doença.

 

Google, sobre funcionários de tempo integral

Quando se trata de funcionários de tempo integral, Naughton explicou o processo. A empresa abre vagas de tempo integral para projetos que precisam de suporte de longo prazo. E os contratados podem candidatar-se ao cargo e se juntarão a outros candidatos qualificados.

Naughton esclareceu: “Ser um funcionário temporário não deve ser visto como um caminho para ter um emprego no Google.” E ela confirmou que isso faz parte de suas políticas escritas e do treinamento, que todos os funcionários do Google que gerenciam funcionários temporários devem fazer.

Em 2020, o Google começará a exigir que os fornecedores paguem para trabalhar em lugares como construção e serviços de alimentação no Google. O valor que eles precisam pagar é de, no mínimo, US$ 15 por hora.

Enquanto isso, em julho, a Câmara aprovou uma lei para aumentar o salário mínimo para US$ 15 até 2025. No entanto, a Casa Branca afirmou que o presidente Donald Trump iria vetar o projeto aprovado.

 

Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociações e Forex no Finance Brokerage. Confira a nossa extensa seção de educação em negociações e lista das melhores corretoras de Forex aqui. Inscreva-se agora e receba atualizações GRATUITAS sobre o mercado hoje!

Deixe sua opinião

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.