alexa certify
0 37

Funcionários da Alphabet Expõem Preocupações Durante Reunião

Funcionários da Alphabet aproveitaram a oportunidade para usar a reunião anual de acionistas como palco para expôr todas as suas preocupações. Principalmente em relação à equidade no ambiente de trabalho e a alguns projetos controversos da empresa.

Além disso, os funcionários da Alphabet são famosos por serem uns dos mais ousados do Vale do Silício. Em novembro passado, milhares de funcionários do Google deixaram seus empregos em mais de 20 escritórios em todo o mundo para se opor à cultura do local de trabalho.

O protesto aconteceu depois de uma investigação do New York Times. Eles descobriram que o Google pagou a Andy Rubin, o líder Android, um pacote de rescisão de US$ 90 milhões depois de considerar convincentes as alegações contra ele de má conduta sexual.

Na quarta-feira, o protesto aumentou durante a reunião, quando um funcionário da Verily, empresa de tecnologia de saúde da Alphabet, pediu à diretoria que respondesse à manifestação.

Assim que o protesto terminou, Sundar Pichai, CEO do Google, fez um anúncio. Ele disse que os funcionários em tempo integral não são obrigados a assinar cláusulas compromissórias obrigatórias sobre assédio sexual e alegações de agressão sexual. Além disso, Max Kapczynski, funcionário da Verily, questionou por que funcionários terceirizados e em tempo integral de subsidiárias separadas da Alphabet não têm os mesmos direitos.

O funcionário afirmou: “Vocês não ofereceram este direito legal e essa proteção para mim e meus colegas de trabalho na Verily”. Então Kapczynski perguntou: “Todos nós não merecemos esses mesmos direitos e liberdades?”.

Em nome da Zevin Asset Management e de funcionários envolvidos na Alphabet e suas subsidiárias, Irene Knapp, uma engenheira do Google, falou. Ela disse que a razão para perderem grandes talentos na empresa é por causa de sua cultura.

Além disso, Knapp declarou: “Em suas cartas de demissão, muitos deles citaram a traição da empresa de seus valores citados”. E a engenheira até sugere vincular a remuneração dos altos executivos a fatores como diversidade e inclusão.

Tecnologias da Alphabet

Além das questões de pessoal da empresa, os funcionários da Alphabet se abriram sobre a garantia do uso de formas éticas da tecnologia que desenvolvem.

Tyler Holsclaw, outro funcionário do Google, representa um grupo preocupado com os efeitos da censura do governo e da vigilância dos direitos humanos. Além disso, ele pediu à Alphabet para divulgar uma avaliação de direitos humanos de um produto de pesquisa do Google na China.

Anteriormente, a Alphabet do Google estaria trabalhando em um serviço de busca censurada para a China, apelidado de Projeto Dragonfly. No entanto, o The Intercept declarou que ele adiou o projeto no ano passado após a rejeição interna e externa.

“A poderosa tecnologia do Google poderia fornecer dados à China que, de outra forma, ela não obteria. Precisamos pensar sobre o que significa fazer parceria com esse governo”, afirmou Holsclaw.

Durante a reunião, os principais líderes e acionistas da Alphabet, o CEO Larry Page e o presidente Sergey Brin, não compareceram para ouvir as preocupações de seus funcionários.

Blue Origin

Enquanto isso, o fundador da Amazon e da Blue Origin, Jeff Bezos, forneceu mais informações sobre os planos lunares de sua empresa espacial na quarta-feira. Além disso, sua espaçonave em breve será movida a combustível que foi coletado na lua.

Bezos declarou: “Agora nós sabemos coisas sobre a lua que não sabíamos na época da Apolo”.

Além disso, ele destacou a descoberta de depósitos de gelo de água no fundo das crateras da lua.

Sending
User Review
0 (0 votes)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociações e Forex no Finance Brokerage. Confira a nossa extensa seção de educação em negociações e lista das melhores corretoras de Forex aqui. Inscreva-se agora e receba atualizações GRATUITAS sobre o mercado hoje!

Deixe sua opinião

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.