0

Exportações britânicas para a UE despencam 41% após Brexit

 

As exportações britânicas sofreram uma queda recorde, já que o Reino Unido está no primeiro mês de sua saída efetiva do mercado da UE. Além disso, as restrições causadas pelo coronavírus levaram a economia britânica a um crescimento negativo.

De acordo com dados divulgados na sexta-feira pelo Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS, na sigla em inglês), as exportações de bens britânicos para a UE caíram. O total da queda é de 41%, para 5,6 bilhões de libras (US$ 7,8 bilhões) em relação a dezembro.

Embora menos, as importações de produtos do bloco também caíram, em 29%, para 6,6 bilhões de libras (US$ 9,2 bilhões).

O ONS disse que é a queda mais significativa no comércio com a UE em um mês.

A divisão entre o Reino Unido e a UE entrou em vigor em 1º de janeiro de 2021. Em 31 de janeiro de 2020, o período de transição chegou ao fim.

Além disso, o Produto Interno Bruto, que havia crescido 1,2% em dezembro, contraiu 2,9% em janeiro. Por conta também do impacto do terceiro confinamento imposto desde o Natal para combater o coronavírus.

Queda nas exportações britânicas e no comércio com a UE foi inevitável

 

O Reino Unido foi o país mais atingido da Europa pela pandemia, com mais de 125.000 mortes confirmadas por Covid-19. Agora ele enfrenta uma cepa muito mais contagiosa, e possivelmente mais mortal, descoberta em dezembro no sul da Inglaterra.

As restrições começaram a ser suspendidas ligeiramente na segunda-feira, apenas com a reabertura de escolas. Enquanto isso, todas as lojas, exceto as de itens essenciais, e empresas permanecem fechadas.

Boris Johnson conta com sua campanha massiva de vacinação para poder reativar a economia gradualmente até o final de junho. Até agora, já foram vacinados 23 milhões dos 66 milhões de habitantes do país.

A economia foi visivelmente impactada em janeiros. Tanto varejo, quanto restaurantes, escolas e salões de beleza foram afetados pelo último confinamento.

O setor manufatureiro também experimentou seu primeiro declínio desde abril. Como resultado, a fabricação de automóveis caiu significativamente.

O governo britânico descreveu a queda no comércio com a UE como “inevitável”. Por isso, era de se esperar que exportações britânicas sofressem uma queda. Porém, eles garantiram que o nível de comércio voltou ao normal desde então.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)


você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending