0

O dólar americano continua subindo

O dólar americano subiu em relação às principais moedas na segunda-feira. Ao mesmo tempo, o yuan chinês caiu em meio a preocupações de que a segunda maior economia do mundo esteja enfrentando um aumento nos casos do novo coronavírus.

Enquanto o país lida com vários surtos de COVID-19, Pequim, capital da China, registrou duas mortes em 20 de novembro. Devido a isso, o distrito mais populoso da cidade solicitou que os residentes permanecessem em casa na segunda-feira.

Vale observar que o número crescente de casos levantou questões sobre se as rígidas restrições pandêmicas que sufocam a economia podem ser atenuadas antes do tempo. 

Por outro lado, o índice do dólar que o compara às seis principais moedas aumentou 0,412% para 107,330 na segunda-feira, atingindo o nível mais alto desde 11 de novembro. Além disso, o índice ganhou 0,5% na semana passada, seu maior ganho semanal em um mês, com os investidores migrando para a moeda de refúgio seguro.

Além de tudo, os investidores estão procurando dicas sobre o que as autoridades vão definir em relação às taxas de juros na reunião de novembro do Federal Reserve, que acontecerá na quarta-feira.

Criptomoedas

As criptomoedas também estavam sob pressão, com o Bitcoin caindo 0,63%, para US$ 16.153,00. 

Enquanto isso, o euro caiu 0,46%, para US$ 1,0277, continuando sua tendência de queda pelo terceiro dia consecutivo, permanecendo em seu nível mais baixo desde 14 de novembro. 

Já a libra esterlina foi negociada a US$ 1,1831, com queda de 0,47% no dia. A moeda britânica começou a nova semana com uma recuperação contínua nos mercados de ações globais e uma reação positiva dos investidores à Declaração de Outono da última quinta-feira, que o governo prometeu manter as finanças do país em uma base estável nos próximos anos.  

Dessa forma, de acordo com George Vessey, analista da Western Union Business Solutions, a taxa de câmbio GBP/EUR deve testar um nível chave de resistência nos próximos dias. 

Por fim, vale lembrar que o GBP/EUR finalmente atingiu uma alta comercial pós-Brexit perto de 1,22 em março deste ano, antes de reverter o curso e cair abaixo de sua média móvel simples (SMA, sigla em inglês) de 200 semanas em setembro.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)


você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending