alexa certify
0

Commodities: Preços do petróleo e guerra comercial

Os preços do petróleo estão aumentando. O preço dos futuros do Brent bruto aumentou US$ 1,50 ou 2,5%, para US$ 62 por barril. Os futuros do petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subiram US$ 1,07 ou 2%, para US$ 55,02 por barril. Vale ressaltar que na quinta-feira os preços do petróleo tiveram a maior queda em vários anos. O preço do petróleo bruto Brent, por exemplo, caiu 7%, o pior resultado em mais de três anos. O WTI bruto não foi uma exceção, pois seu preço caiu quase 8%, a queda mais significativa em mais de quatro anos.

A guerra comercial entre os EUA e a China entrou em uma nova fase depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que iria impor sanções adicionais às mercadorias chinesas. Isso significa que a disputa comercial continuará afetando a economia global.

A administração Trump já impôs tarifas sobre o valor de US$ 250 sobre mercadorias chinesas. A China revidou, aplicando tarifas sobre produtos americanos no valor total de US$ 150 bilhões. Os comentários de Trump significam que os EUA vão impor tarifas de 10% sobre US$ 300 bilhões em produtos chineses. O presidente dos EUA também acrescentou que aplicaria tarifas adicionais sobre os produtos chineses se não houver avanços nessas questões.

Petróleo iraniano nos portos chineses

A guerra comercial começou há mais de um ano. No entanto, como mencionado acima, novas tarifas aumentarão ainda mais as tensões entre os EUA e a China. A China pode influenciar os preços do petróleo usando o petróleo iraniano que tem armazenado. No momento, de acordo com várias fontes, há de 12 a 14 milhões de barris de petróleo armazenados na China.

Há um problema com este petróleo porque a indústria petrolífera iraniana está sob as sanções. Isso significa que, se a China usar esse petróleo, violará as sanções dos EUA. Nesta situação, depende se a China está disposta a usar o petróleo iraniano como uma medida de retaliação contra novas tarifas.

China e os preços do petróleo

Neste momento, o petróleo importado do Irã está em “armazenamento alfandegado”. Isso significa que o petróleo não passou pela alfândega chinesa. É um fato interessante que, apesar das sanções, a China continue importando petróleo do Irã. John Kilduff, da Again Capital, afirmou que a China planeja importar outros 20 milhões de barris de petróleo. Os petroleiros com petróleo iraniano provavelmente já deixaram os portos no Irã e logo chegariam à China.

É uma situação incomum porque, por um lado, a China importa petróleo do Irã. Por outro lado, ela não está usando esse petróleo. Isso significa que a China não violou as sanções impostas ao Irã.

A China pode reduzir os preços do petróleo em US$ 5 a US$ 7 por barril. Tudo o que ela precisa fazer é começar a usar o petróleo iraniano. A quantidade atual de petróleo armazenado na China é suficiente para alterar os preços do petróleo. No entanto, esta decisão irá prejudicar as relações com os EUA, e isso pode comprometer as negociações comerciais. O crescimento econômico da China está no nível mais baixo em 27 anos.

Os preços do petróleo aumentaram na sexta-feira. No entanto, os problemas econômicos mundiais e as tensões regionais continuam afetando os preços do petróleo. A China é um dos maiores consumidores de petróleo, mas seus problemas econômicos podem diminuir ainda mais a demanda por derivados de petróleo.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending

Financebrokerage