alexa certify
0

Commodities: Eventos petrolíferos, Reunião da OPEP+

Os preços do petróleo continuam a subir à medida que as tensões regionais no Oriente Médio atingem o ápice desde o início de 2019. A greve no Irã foi cancelada, enquanto generais dos EUA já estavam preparando a operação de combate. Os EUA e o Irã têm posições diferentes quanto a se o drone norte-americano estava dentro do espaço aéreo iraniano ou não. Felizmente, as chances de conflito militar diminuíram quando Donald Trump mudou de ideia sobre a retaliação por causa do drone perdido.

Os preços do petróleo estão em alta. Hoje o preço do petróleo bruto Brent aumentou 26 centavos ou 0,4% e atingiu US$ 65,46 por barril. O preço do West Texas Intermediate (WTI) também continua fortalecendo sua posição. O preço atual está maior em 40 centavos ou 0,7%, em US$ 57,83 por barril.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou que, na segunda-feira, serão impostas sanções adicionais ao Irã. No entanto, a demanda está aumentando. Juntamente com as tensões, os preços do petróleo continuam a aumentar, enquanto os analistas aguardam como a situação se desdobrará.

Há dois grandes eventos petrolíferos programados para as próximas duas semanas. O primeiro, que não tem conexão direta com os preços do petróleo, mas terá um impacto severo, é a cúpula do G-20 em Osaka, no Japão. O segundo é o evento que irá moldar o mercado de petróleo, a reunião da OPEP em Viena. Vamos dar uma olhada mais de perto nesses eventos.

O presidente dos EUA se reunirá com o presidente chinês Xi Jingping durante a cúpula do G-20 para discutir a possível solução da guerra comercial. Ambos os líderes estão em uma posição problemática, pois nenhum deles quer perder essa disputa comercial, o que pode afetar negativamente sua reputação. A economia global está desacelerando, o que torna os preços do petróleo instáveis, já que a oferta está excedendo a demanda.

Donald Trump declarou que participaria das eleições presidenciais em 2020. Devido a todas as razões mencionadas acima, a disputa comercial tem uma enorme importância para sua reeleição bem-sucedida. Xi Jingping também está relutante em concordar com as condições que irão minar sua autoridade na China e no exterior.

Reunião da OPEP+

Outro evento que os analistas estão monitorando de perto é a reunião da OPEP+, marcada para os dias 1º e 2 de julho em Viena, na Áustria. O resultado deste evento é muito mais fácil de se prever do que o da cúpula do G-20. A OPEP e seus aliados, como a Rússia, concordam que devem continuar reduzindo a produção diária. Isso significa que um documento semelhante substituirá o acordo atual que vence no final do mês.

De acordo com o relatório do Bank of America Merrill Lynch, embora a demanda ainda esteja fraca, os dados de abril mostram que ela está mais forte do que em março. Em tal cenário, a OPEP+ pode alcançar alguma estabilidade, à medida que a redução, juntamente com a demanda mais forte, os ajudará a estabilizar o mercado de petróleo.

Para resumir brevemente o mercado de petróleo, vale a pena dar uma olhada na próxima cúpula do G-20. O resultado dessa cúpula influenciará o desenvolvimento do mercado de petróleo. Mesmo o menor progresso pode resultar em preços do petróleo se tornando mais caros. Outro evento esperado é a reunião da OPEP+ em Viena. Os principais países produtores de petróleo discutirão a situação atual do mercado petrolífero e os planos para o futuro.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage no Google News.



você pode gostar também

Leave a Reply

User Review
  • Support
    Sending
  • Platform
    Sending
  • Spread
    Sending
  • Trading Instrument
    Sending

Financebrokerage