0 17

Ações do mercado asiático caem à medida que as preocupações comerciais reaparecem

Na quarta-feira, as ações asiáticas caíram, já que as previsões para os próximos relatórios de ganhos de várias empresas americanas aumentaram as preocupações dos investidores.

As negociações no mercado asiático foram limitadas com o maior índice da MSCI das ações Ásia-Pacífico fora do Japão caindo 0,25%. O Nikkei do Japão caiu 0,3%, enquanto o KOSPI da Coreia do Sul caiu 0,9%, já que o conflito entre os dois países continua.

O ministro das Finanças da Coreia do Sul, Hong Nam-Ki, anunciou que, em breve, revelará planos para diminuir a dependência da economia sul-coreana do comércio japonês.

Antes disso, o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçou impor outra série de tarifas no valor de $325 bilhões em produtos chineses.

Em meio à incerteza sobre a retomada das negociações, os comentários do presidente também aumentaram as preocupações dos investidores.

O Shanghai Composite da China foi 0,2% mais fraco, ficando em 2.930,76, enquanto o índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,4%.

Do lado positivo, o Shenzhen Component aumentou 0,3%.

Em Singapura, os prejuízos decorrentes da duradoura disputa comercial foram drásticos. As exportações de junho estavam em uma desaceleração acentuada, liderada pelo vacilante comércio eletrônico. A recente queda nas exportações do país chega ao menor nível em seis anos.

Em outros lugares, o Dow teve queda de 0,86%, enquanto o S&P 500 diminuiu em 0,34%, embora os futuros do E-Mini tenham ficado um pouco mais firmes.

O EUROSTOXX 50 e o Nasdaq caíram 0,2% e 0,43%, respectivamente.

O ASX 200 da Austrália aumentou 0,4%.

As ações, não apenas dentro do mercado asiático, vinham flutuando desde o início de junho, reforçadas pelas expectativas de um corte na taxa do Fed.

Os investidores estão confiantes de que o Federal Reserve vai flexibilizar as políticas monetárias até o final deste mês. No entanto, ainda há dúvidas sobre quão profundamente o Fed reduziria suas taxas pela primeira vez em uma década.

As fortes vendas no varejo dos EUA não influenciarão os cortes de taxas

Enquanto isso, houve enfraquecimento da produção industrial no trimestre de junho, mas os dados de vendas no varejo dos EUA mais fortes do que o esperado divulgados durante o overnight o compensaram.

No entanto, os dados influenciaram as apostas do mercado no corte de taxa do Fed mencionado acima, em 30 e 31 de julho. Notavelmente, o presidente do Federal Reserve Bank de Chicago, Charles Evans, pressiona por um corte de 50 pontos-base.

Atualmente, o mercado está totalmente precificado em um corte de 25 pontos-base para futuros. Há uma implicação de 25% de chance de um corte de 50 pontos-base.

De acordo com Michelle Girard, economista dos EUA, é improvável que os fortes resultados de vendas no varejo afetem a decisão do Fed.

“O Fed sabe que o consumidor dos EUA é forte. Os formuladores de políticas estão preocupados com os riscos de queda associados ao crescimento global e ao fraco investimento em produção e empresas, e é por isso que eles acreditam que um corte de juros é apropriado”, acrescentou.

Os sentimentos dos analistas do Barclays foram ainda mais “dovish”: eles afirmam que as incertezas econômicas duradouras e um nível de inflação muito fraco pedem cortes de juros em julho, setembro e dezembro.

As expectativas de uma flexibilização da política monetária e a subsequente queda nos rendimentos dos títulos ajudaram a combater os temores em relação aos lucros das empresas.

O JPMorgan Chase & Co e a Wells Fargo & Co superaram as estimativas dos analistas sobre os lucros trimestrais, apesar de ambas as empresas reportarem uma receita de juros líquida mais fraca.

O Bank of America e a Netflix devem divulgar seu relatório de ganhos no final do dia.

  • Support
  • Platform
  • Spread
  • Trading Instrument
Comments Rating 0 (0 reviews)

Receba as últimas notícias sobre economia, negociação e forex na Finance Brokerage. Confira nossas instruções de negociação abrangentes e a lista das melhores corretoras de forex. Se você estiver interessado em acompanhar as últimas notícias sobre o Mercado Financeiro, por favor, siga Finance Brokerage noGoogle News.

Deixe sua opinião

Sending

Inscreva-se e receba nosso boletim de notícias

Receba as melhores notícias da Finance Brokerage diretamente no seu e-mail. Inscreva-se agora para receber as últimas notícias do mercado.